Publicidade - OTZAds
criolipólise
Beleza

Criolipólise: você sabe o que é e como funciona?

Já pensou em eliminar as indesejáveis gordurinhas localizadas que teimam a todo custo se manter no seu corpo sem ter que fazer o esforço de malhar todos os dias?

Pois é, na busca por um corpo mais sequinho, muitas pessoas acabam recorrendo à técnica da criolipólise, que promete simplesmente congelar e matar as células de gordura para que elas sejam eliminadas do organismo.

Se você quer saber como funciona esse método, que é um dos procedimentos estéticos mais procurados dos últimos anos, continue lendo este artigo!

Publicidade - OTZAds

Criolípólise – o que é e como funciona

A criolipólise é uma técnica não invasiva, sem cortes ou furos, que não necessita de anestesia e também não precisa ser realizado qualquer tipo de repouso após o procedimento, que consiste em congelar as células de gordura do corpo.

Com esse procedimento é possível eliminar entre 25% e 30% da gordura localizada que se acumulam em determinadas regiões do corpo como abdômen, costas, parte interna das coxas, flancos e culotes e isso em apenas 1 única sessão.

A técnica foi desenvolvida por pesquisadores nos Estados Unidos, na Universidade de Havard e faz com que, através de um aparelho próprio colocado na superfície da pele, faz com que as células de gordura congelem a temperaturas negativas. Dessa forma elas são destruídas e eliminadas mais facilmente do organismo.

Esse tipo de procedimento não é utilizado apenas na área de estética para tratamento da gordura localizada. Veterinários também fazem uso do procedimento para tratar lesões e outros problemas em animais.

Como funciona o procedimento de criolipólise

Criolipólise: o que é o aparelho estético para congelamento de gordura  localizada

O procedimento da criolipólise usa um aparelho específico com placas conhecidas como ponteiras, que se ajustam às várias regiões do corpo.

As ponteiras sugam a gordura da região fazendo com que as células adiposas sejam resfriadas intensamente a temperaturas negativas. 

Como as células de gordura são extremamente sensíveis ao frio, elas acabam sendo destruídas durante esse processo sem que qualquer outra região seja atingida, como músculos, nervos ou órgãos.

A criolipólise é um procedimento muito simples e que dura cerca de 1 hora. O resfriamento das regiões atinge de 7° a 10° negativos, realizando o congelamento das células adiposas. Com esse processo, as células acabam sendo destruídas por rompimento para serem eliminadas pelo sistema linfático de maneira natural.

Após o procedimento é feita uma massagem em toda a área que foi tratada pelo resfriamento. Para potencializar a eliminação das células de gordura, é possível aliar a drenagem linfática, mas não é um fator obrigatório para os resultados.

A criolipólise é um procedimento muito seguro, mas deve sempre ser feito por um profissional capacitado e com o aparelho adequado e ajustado para que não ocorram queimaduras pelo frio na pele.

Apesar do procedimento não apresentar riscos à saúde se for realizado da forma correta, pessoas que possuem doenças causadas pelo frio como crioglobulinemias, fenômeno de Raynaud, alergia ao frio, devem evitar a criolipólise.

A criolipólise também não é indicada para gestantes e pessoas que possuem hérnia ou cicatrizes na região que deseja eliminas a gordura localizada.

 

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *